• Home
  • /
  • Notícias
  • /
  • Hospital Regional Público do Araguaia (HRPA) comemora 10 anos de vidas transformadas através do transplante renal

Hospital Regional Público do Araguaia (HRPA) comemora 10 anos de vidas transformadas através do transplante renal

Para celebrar o marco de 10 anos de realização de transplantes renais, o Hospital Regional Público do Araguaia (HRPA), localizado em Redenção, sul do Pará, realizou, esta semana, uma cerimônia de comemoração e agradecimento em razão de uma década de atendimento. O evento reuniu colaboradores, médicos, doadores e pacientes renais transplantados no hospital.

O médico nefrologista e coordenador do programa de transplante, Juliano Mudim, falou emocionado sobre a importância desta atuação. “O desafio ao longo desses anos não diminuiu. Pelo contrário: o sinal do avanço é justamente o aumento dos desafios e isso representa uma nova oportunidade, com projetos de ampliação do número de doações, dos projetos de conscientização da importância da doação de órgãos, beneficiando um maior número de pessoas”. 

O médico ressaltou também o sentimento de gratidão e valorização deste trabalho. “É muito gratificante, é muito emocionante. O hospital não é só referência para esta região do Pará, mas para o Norte do país. A intenção é aumentar o número de transplantes, em especial de doador falecido, e proporcionar mais qualidade de vida ao portador de doença renal crônica”, concluiu. 

O HRPA, ao longo desses anos, realizou 68 transplantes, sendo 65 de doadores intervivos e três de doadores falecidos, além de repatriar mais de 10 pacientes transplantados renais em outros Estados, totalizando um acompanhamento de quase 100 pacientes transplantados. Isso significa uma nova vida e novas oportunidades de sonhos, não apenas para os transplantados, mas a todas as famílias. 

O paciente transplantado do HRPA, Alessandro Castilho, conta como o transplante transformou a sua vida. “Cheguei no hospital muito preocupado, com muitos problemas e hoje, graças a Deus, estou com uma vida nova. Depois do transplante concluí um curso de graduação a nível superior, casei e comecei a trabalhar. Vida nova”, concluiu. 

A doadora renal, Marina Ferreira, que doou o órgão à filha há 5 anos, falou o que significa realizar essa doação. “É amor, faria tudo novamente. Queria poder ter outro rim para doar de novo e salvar mais vidas”, concluiu. 

No final da cerimônia, os pacientes receberam uma muda de cacau, para representar a transformação e renascimento e um certificado simbólico.  

O Hospital Regional Público do Araguaia (HRPA) integra a rede estadual de hospitais mantida pelo Governo do Pará, com administração da Associação de Saúde, Esporte, Lazer e Cultura (Aselc).

Texto: Débora Barbosa (Ascom/ASELC)